Em uma loja virtual, os vendedores são as páginas dos produtos

Lojistas de primeira viagem, ou até alguns com um pouco mais de experiência, passam por maus bocados para iniciar e principalmente, para fazer uma loja virtual girar. O aprendizado vem aos poucos, na base do sofrimento mesmo. O problema é que são muitos detalhes e não dá para aprender tudo da noite para o dia.

Mas, já que é preciso começar por alguma lugar, uma boa escolha é a página do produto. É uma das partes mais mais importantes de um ecommerce e também uma das mais relegadas ao segundo plano.

Trincheira online

A página do produto é onde a guerra realmente ocorre. Ela tem que responder a todas as dúvidas do seu público alvo, tem que ser bonita, tem que ter imagens / ilustrações e, se possível, tem que conter algum vídeo informativo.

Não acredite na conversa fiada de que é melhor uma página do produto enxuta, somente com as informações principais. As estatísticas desmentiram isso a muito tempo.

A página do produto é seu melhor vendedor, pois é nela que o visitante será apresentado ao produto e, possivelmente se sentirá motivado a realizar uma compra. Em uma loja física, há sempre um vendedor prestativo e sorridente para tirar dúvidas do cliente sobre alguma característica do produto. E na loja virtual? Quem é esse vendedor? É a página do produto.

A página do produto deve responder todas as perguntas. Os clientes virtuais tendem a ser exigentes, já que a loja concorrente está a poucos cliques de distância. Uma única e pequena dúvida não respondida, pode ser a diferença entre um carrinho abandonado e uma conversão.

Páginas de chegada (landing pages)

É comum o cliente cair direto na página do produto através do google ou redes sociais, e realizar a compra sem visualizar outras seções da sua loja, como a home page, por exemplo.  É por isso também, que é tão importante caprichar no conteúdo da página do produto. Transformá-la em verdadeiras landing pages, em termos visuais e de conteúdo, é uma coisa boa, acredite.

Esse post não estaria completo sem um exemplo de página do produto bem feita. Faça 20% desse exemplo, e já será suficiente: https://casper.com/mattresses/casper/.

Deu para perceber que é preciso uma boa orientação profissional, seja em termos de design, seja em termos de conteúdo, para criar uma página do produto interessante. Em um shopping virtual, como o WEBAJU, os lojistas recebem treinamento e acompanhamento também em relação a isso. É uma vantagem natural, quando se faz parte de uma comunidade.
Neste ponto, a plataforma também faz muita diferença. Se a sua só permite aquela estrutura padrão e pobre de página do produto. Sinto muito, mas você vai vender menos do que poderia.

É preciso conhecer seu público alvo

Esse tópico merece um post exclusivo. Serei objetivo. Quanto maior for o conhecimento do lojista em relação a seu público alvo, mais bem preparado ele estará para criar uma excelente página do produto.

Nichar é o caminho

Se você não é a Amazon, foque. Dá um trabalho imenso fazer uma página do produto realmente boa. Então, não tente fazer isso para 200 produtos, pois não vai conseguir. Saiba escolher bem os potenciais campeões de vendas e capriche nas páginas deles. Quanto mais direcionado a nichos for o produto, menor será a concorrência, mais homogêneo será o público alvo e mais fácil montar um página do produto atraente.

Por Vinicius Castro
CIO SWX Virtuaria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fique a frente da concorrência.

Venda online para todo o Brasil!

Receba as últimas ideias sobre comércio eletrônico.