E-commerce tem alta de 13% no final do ano e fatura R$ 8,7 bilhões

webaju-post2Um levantamento a Ebit que considerou as vendas estimadas para o e-commerce entre 15 de novembro e 24 de dezembro, incluindo o período da Black Friday, que neste ano correspondeu a 1/4 do faturamento do setor no período, concluiu que o ecommerce teve uma alta de 13% em relação a 2016. O faturamento total foi de R$ 8,7 bi, sendo que número de pedidos expandiu 16,83 milhões para 19,06 milhões.

Entre as principais categorias, o destaque foi para telefonia (que inclui celulares e smartphones), que representou 21% do faturamento do e-commerce no período. Já casa e decoração também registrou uma participação expressiva, com 10,4% dos pedidos e 8,3% do faturamento.

A expectativa é de que o desempenho no período de Natal faça com que o e-commerce feche 2017 com um crescimento próximo de 10%, conforme já previsto pela Ebit.

Queda no Ticket Médio (valor médio das compras efetuadas)

O tíquete médio caiu 1%, de R$462 para R$457. Além dos descontos praticados durante a Black Friday, a queda reflete também a deflação da cesta de produtos do e-commerce, medida pelo Índice FIPE Buscapé. Os preços estão em queda há 12 meses consecutivos e a expectativa é de manutenção da growthtendência para dezembro. “O índice deve fechar o ano com retração de 2,5%. Para o e-commerce, esse é um dado muito relevante, pois mostra que a alta no faturamento está apoiada no volume de pedidos. O consumidor está vindo cada vez mais para o e-commerce e comprando produtos diversificados e com maior recorrência”, explica.

Para este levantamento a Ebit considerou as vendas estimadas para o e-commerce entre 15 de novembro e 24 de dezembro, incluindo o período da Black Friday, que neste ano correspondeu a 1/4 do faturamento do setor no período.

stats01

Fonte: ecommercenews.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fique a frente da concorrência.

Venda online para todo o Brasil!

Receba as últimas ideias sobre comércio eletrônico.