Vendas on-line sobem 26% no fim de ano

eCommerceO varejo online brasileiro teve uma alta de 26% na comparação com o mesmo período de 2014. O salto nas vendas corresponde a um faturamento de R$ 7,4 bilhões, neste final de ano.

Por outro lado, no varejo físico as vendas em shoppings no período natalino – de 1º a 24 de dezembro – caíram 1% em relação à 2014, já descontada a inflação.

O faturamento anual da indústria de shopping centers no Brasil é de cerca de 145 bilhões de reais, segundo a ABRASCE. Já o faturamento anual do varejo online, está na casa dos 43 bilhões de reais.

Hoje, nos EUA, muitos shopping estão morrendo e o ecommerce continua crescendo. Analisando a situação atual numa economia mais evoluída economicamente que a brasileira, e comparando o total anual de vendas online no Brasil com as vendas do varejo físico apenas nos shopping, temos uma pequena pista do potencial de crescimento das vendas online por aqui.

 

Vendas on-line no final de 2015

De acordo com a unidade de informações do comércio eletrônico da plataforma digital Buscapé Company, o crescimento das vendas no período de 15 de novembro a 24 de dezembro veio acima do esperado, já que a expectativa era de avanço de 22%. Os números incluem também as vendas da Black Friday.

As categorias de produtos que mais movimentaram as lojas online no ano foram os eletrodomésticos, moda e acessórios, além de telefonia e celulares.

O número de pedidos também aumentou. Subiu 16% ano contra ano, chegando a 17,6 milhões. O valor médio (ticket médio) das compras foi de R$ 420,08, avanço de 8,4% na mesma base de comparação. Smartphones e tablets foram os aparelhos escolhidos para realizar 13,6% das compras no Natal.

O maior volume de carrinhos virtuais cheios acompanhou o acréscimo de 17,2% na quantidade de novos consumidores: 9,3 milhões de clientes adquiriram algum item em lojas eletrônicas.

Por Vinicius Castro

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fique a frente da concorrência.

Venda online para todo o Brasil!

Receba as últimas ideias sobre comércio eletrônico.